O que também considerar antes de entrar com uma ação judicial?


Muitos clientes chegam, por vezes, com muitas dúvidas sobre o trâmite da ação judicial, e geralmente a primeira pergunta é: quanto tempo vai levar para obter meu resultado?

A resposta geralmente não é aquela que o cliente quer ouvir, mas por questão ética, me forço a explicar que atualmente sim, o Poder Judiciário está mais moroso do que nunca! Além disso, a atividade que exerço é de meio, e não de resultado. Isto quer dizer que vou me utilizar de toda a técnica e bom direito, além de outras qualidades inerentes para o trabalho, mas jamais poderei prometer 100% o resultado pretendido. Se fizer isso, não estarei sendo uma profissional ética e transparente.

A obrigação é esclarecer os riscos e custo de uma ação judicial, custo esses que ultrapassam o financeiro, mas muitas vezes custo emocional - o desgaste muitas vezes é caro. Isso também deve ser considerado. Todo esse cenário de morosidade, aflição, tempo, dinheiro deve ser analisado conjuntamente com o profissional.

De toda a sorte, há casos e casos. Existem situações que efetivamente somente com a demanda judicial será possível buscar a aplicação do direito pretendido, e é o que faço de melhor, mas as qualidades de bom negociador nunca estiveram tão indispensáveis ao advogado como nos dias atuais. A arte de negociar, conduzir e fechar bons acordos pode reduzir o custo e tempo para o advogado e para o cliente. Apostar nessa qualificação é extremamente importante.

Nós da P&N Advogadas somes amplamente qualificadas e experientes tanto na atuação contenciosa, o litígio judicial, e também para conduzir negociações com ótimos resultados para seus clientes, seja empresa ou pessoa física.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo