top of page
  • maribel

Gestação por Substituição

Você já ouviu falar em gestação por substituição?🤰

.

Provavelmente, você não conheça esse termo, mas, com certeza, já ouviu falar em “barriga de aluguel”, não é mesmo?!

.

A gestação por substituição ou barriga de aluguel nada mais é do que a cessão temporária do útero para gestação de um bebê. Mas, você deve estar pensando: - isso só acontece em novela!! Não?!

.

Mas, nós garantimos que não e podemos provar!

.

De acordo com a Resolução 2294/21 do Conselho Federal de Medicina é possível a realização de gestação por substituição, nos seguintes casos:

* existência de um problema médico que impeça ou contraindique a gestação; ou

* em caso de união homoafetiva ou de pessoa solteira.

.

Contudo, para que uma mulher possa ceder o útero para uma gestação a outrem é necessário preencher os seguintes requisitos:

* que a cedente seja maior de idade;

* que tenha ao menos um filho vivo e pertença à família de um dos parceiros em parentesco consanguíneo até o quarto grau;

* que a cessão temporária do útero não tenha caráter lucrativo ou comercial;

* que assine o termo de consentimento livre, contemplando aspectos biopsicossociais e riscos envolvidos no ciclo gravídico-puerperal, bem como aspectos legais da filiação;

* seja realizado relatório médico atestando adequação clínica e emocional de todos os envolvidos;

* caso a cedente seja casada ou conviva em união estável, deve o procedimento ser aprovado pelo(a) cônjuge ou companheiro(a), por escrito.

.

.

Gostou do post? Já deixe seu like!

.

⚠️Este post é meramente informativo e não dispensa a consulta com um profissional.


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • ICONE WHATSS
bottom of page